Pular para o conteúdo
início » ChatGPT e o Futuro da Gestão de Investimentos

ChatGPT e o Futuro da Gestão de Investimentos

    Larry Cao, CFA, é o editor do livro “The Handbook of Artificial Intelligence and Big Data Applications in Investments” da CFA Institute Research Foundation.

    Eu me comprometi a escrever algo sobre o ChatGPT, o novo chatbot revolucionário da OpenAI, logo após o seu lançamento em novembro de 2022. Afinal, o sucesso do ChatGPT rivalizou com o do AlphaGo, o que marcou o início de uma nova era em inteligência artificial (IA). Não foi a procrastinação que me segurou: depois de décadas no mundo dos negócios, aprendi a priorizar prazos acima de tudo.

    A verdadeira razão pela qual não escrevi sobre o ChatGPT até agora é que ele não precisa realmente de uma introdução. Não estou dizendo isso para ser educado. O ChatGPT é apenas um programa de computador. Vaidade não está em seu menu. Mas o fato é que, qualquer coisa que queiramos saber sobre o ChatGPT, podemos simplesmente perguntar a ele (quando seus servidores não estão sobrecarregados). Então, por que procurar informações de segunda mão?

    O ChatGPT veio me resgatar, sugerindo, parafraseando, que há várias áreas específicas sobre as quais eu ainda posso querer escrever: ou seja, sua acessibilidade, ou falta dela, bem como seu contexto e profundidade. Então, vamos lá.

    Qual é o grande problema? A questão da acessibilidade

    O ChatGPT fez manchetes porque tem um jeito com as palavras e ofereceu a todos a oportunidade de experimentar a mais nova e incrível tecnologia em primeira mão. Comparado com assistentes virtuais irritantes, o ChatGPT demonstra um entendimento muito melhor das linguagens naturais. Suas respostas são ponderadas e, posso dizer, naturais. E, é claro, parece que sabe de tudo.

    O segredo da inovação do ChatGPT está em três letras: G, P, e T. O T representa a arquitetura Transformer no deep learning. É uma nova técnica revolucionária de processamento de linguagem natural (PLN) que extrai e analisa dados textuais. O P representa pré-treinamento, que dá ao modelo a capacidade de treinar em grandes quantidades de dados e responder rapidamente a consultas. Por exemplo, o ChatGPT possui mais de 175 bilhões de parâmetros, o que é parcialmente o motivo pelo qual responde tão bem às perguntas (a desvantagem, no entanto, é que ele não pode incorporar novas informações em tempo real).

    O G representa generativo. A IA generativa pode produzir novos dados semelhantes aos dados em que foi treinada. Conforme discutimos no próximo livro “Handbook of Artificial Intelligence and Big Data Applications in Investments”, avançar do PLN para a geração de linguagem natural – adicionando a capacidade de gerar texto em linguagem natural – foi um passo significativo na evolução do PLN e abriu novas possibilidades para uma variedade de aplicativos de PLN.

    O fenômeno chamado ChatGPT é o resultado do trabalho em conjunto do G, P e T, e suas implicações de longo prazo para investimentos e o mundo são profundas. Pegue os chatbots, por exemplo. Eles têm realizado tarefas de atendimento ao cliente há anos, inclusive em serviços financeiros, e deixaram muitos clientes insatisfeitos. Com seu domínio da linguagem semelhante ao humano e os vastos conhecimentos que possui, o ChatGPT deve representar uma melhoria significativa. E o atendimento ao cliente é apenas uma das muitas áreas que ele pode interromper. Não é de surpreender que muitos tenham especulado nos últimos meses sobre os empregos que o ChatGPT tornará obsoletos.

    Quem está em risco? A questão contextual

    Lembre-se de que a maior habilidade do ChatGPT é a forma como lida com as palavras. Portanto, naturalmente, quanto mais nossos empregos dependem de atravessar o mundo do texto, mais estamos em risco.

    Mas, e as notícias financeiras e a pesquisa de investimentos? O ChatGPT tem alguma implicação para o futuro dos assessores de investimento e analistas humanos?

    Podemos analisar essa questão a partir de algumas perspectivas. Primeiro, em termos de direção, a adoção de programas de inteligência artificial (IA), incluindo o ChatGPT, avançará do trabalho repetitivo de baixo nível para aplicações mais avançadas, ou seja, da linguagem (informação) para o entendimento (análise) para a lógica (tomada de decisão). Segundo, em termos de custos de treinamento, essas aplicações também se expandirão de assuntos e mercados de baixo custo para assuntos e mercados de alto custo.

    Levando esses princípios em consideração, fizemos duas previsões em 2018:

    1. Gestores de carteira terão carreiras mais longas do que analistas.

    2. Investidores em mercados líquidos aproveitarão os benefícios da IA mais cedo.

    Quanto às notícias financeiras e à pesquisa de investimentos, a adoção de IA também avançará do baixo nível para o alto. As agências de mídia têm utilizado programas de IA para cobrir divulgações de ganhos, entre outras notícias financeiras básicas, há algum tempo. Reportagens originais, notícias de última hora, etc., é claro, continuarão exigindo jornalistas de alto nível.

    A pesquisa de investimentos deve seguir uma trajetória semelhante. Os analistas certamente podem usar aplicativos de IA como assistentes de pesquisa, mas se nossa pesquisa não tiver insights originais e apenas entregar o que o ChatGPT nos dá, como poderíamos construir e manter uma audiência? (Bem, os seres humanos podem ser irracionais…)

    Também adotamos a filosofia “IA + CI (Inteligência Humana)” em 2018 e teorizamos que a IA fornecerá um “papel de assistência” em vez de “direção automática” em investimentos por muitos anos.

    De fato, o ChatGPT mostrou habilidade notável em uma outra forma de linguagem – programação de computadores – mas provavelmente não será o fim dos programadores humanos. Ou seja, é improvável que programadores de alto nível sejam substituídos. Na verdade, como seus colegas de alto desempenho no mundo dos investimentos, eles podem até receber essas mudanças de braços abertos: com o ChatGPT cuidando de tarefas rotineiras, sua eficiência só pode melhorar.

    Para onde isso está indo? A pergunta profunda

    As respostas às seguintes perguntas irão determinar como o ChatGPT e seus derivados influenciarão não apenas o futuro das finanças, mas também o futuro da humanidade.

    1. O ChatGPT entende mais do que seus predecessores?

    O ChatGPT parece entender do que está falando e gerou conversas mais longas e complexas do que os PLNs anteriores.

    2. Ele é autoconsciente?

    Embora possa insistir que não é autoconsciente, alguns psicólogos discordam. De fato, um ex-engenheiro do Google já afirmou que a IA do Google é consciente.

    3. O ChatGPT ou seus descendentes atingirão a inteligência artificial geral (AGI)?

    AGI – “inteligência artificial que abrange toda a gama da inteligência humana”, como disse Ray Kurzweil – é o Santo Graal de muitos cientistas da IA. Alguns acreditam que o conhecimento multidisciplinar do ChatGPT pode ser um sinal precoce dessa chamada IA forte.

    Novamente, o ChatGPT nega veementemente que é para onde está indo. Mas Sam Altman, CEO da OpenAI, acredita que pode chegar lá.

    Não há dúvida de que o ChatGPT e tecnologias similares têm feito progressos impressionantes. Mas eles realmente alcançaram a inteligência artificial? A resposta não é clara. Pesquisas adicionais em técnicas de aprendizado de máquina e princípios de ciência cognitiva – duas áreas que, em comparação, são relativamente inexploradas – são necessárias se quisermos obter mais clareza.

    Então, temos alguma chance como assessores de investimento e analistas no mundo pós-ChatGPT? Com certeza. Mas a autenticidade será fundamental. A originalidade sempre teve um valor premium, e esse valor só aumentará na era do ChatGPT. Na análise de investimentos ou na construção de portfólios, se estamos oferecendo pouco mais do que o bom senso convencional, então o ChatGPT e aplicativos similares podem muito bem tomar nossos empregos.

    Para mais conteúdo de Larry Cao, CFA, confira “The Handbook of Artificial Intelligence and Big Data Applications in Investments” da CFA Institute Research Foundation.

    Se você gostou deste post, não se esqueça de se inscrever no Enterprising Investor.

    Todos os posts são opiniões do autor. Como tal, eles não devem ser considerados como um conselho de investimento, nem refletem necessariamente as opiniões do CFA Institute ou do empregador do autor.

    Crédito da imagem: ©Getty Images / BlackJack3D

    Aprendizado profissional para membros do CFA Institute

    Membros do CFA Institute têm a autonomia de autodeterminar e registrar os créditos de aprendizado profissional (PL) adquiridos, incluindo conteúdo do Enterprising Investor. Os membros podem registrar os créditos facilmente usando seu rastreador de PL online.